MJSP institui o Modelo Nacional de Regulamento de Segurança Contra Incêndio e Emergências

O Modelo Nacional, instituído pela portaria nº 108 e publicado no Diário Oficial da União, visa a eficiência da Lei nº 13.425/ 2017.

A lei, que ficou conhecida como “Lei Kiss”, foi elaborada após a tragédia ocorrida na casa noturna Boate Kiss, em Santa Maria (RS), em janeiro de 2013, e que vitimou fatalmente 242 pessoas e feriu 680 outras.

O Ministério da Justiça e Segurança Pública, por meio da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), instituiu o Modelo Nacional de Regulamento de
Segurança Contra Incêndio e Emergências.
A Lei Kiss constitui um marco para a prevenção contra incêndio no Brasil.
O modelo agora sugerido pela Senasp propõe a padronização dos requisitos exigíveis nas edificações e áreas de risco, estabelecendo normas de segurança contra incêndios e emergências, além de subsidiar os estados e o Distrito Federal na atualização ou instituição das leis estaduais.  A Secretaria Nacional de Segurança Pública realizará a divulgação e atualização do regulamento e a adoção ficará a critério dos estados e do Distrito Federal.
Alguns dos pontos objetivos do regulamento são fomentar o desenvolvimento de uma cultura de prevenção e segurança contra incêndios, a proteção a vida de ocupantes de edificações e áreas de risco e a restrição do surgimento e propagação de incêndios.

Também são previstas a viabilização de operações de atendimento de emergências e a atribuição de competências para o cumprimento das medidas de segurança contra incêndios. Além da instituição do modelo, a portaria trata do Processo de Segurança Contra Incêndio e Emergências (PSCIE) e do Serviço de Segurança Contra Incêndios e Emergências (SSCIE).